Clique aqui para conhecer um pouco mais sobre a
proposta de trabalho do estúdio Tirititrán.

domingo, 17 de junho de 2012

Toque | "TOC"

(Por DANIELA AVELAR)

Quando você entra para o flamenco - ou será que é o flamenco que entra em você? – é impossível que dois toques lhe passem impunes: o toque e o “TOC”. O primeiro é o toque do cajón, famoso instrumento percussivo, que atravessou as fronteiras peruanas para integrar-se à música flamenca. Seus timbres são exuberantes e o som ecoa dentro do peito. Encanta por conseguir juntar - com singular maestria - simplicidade e potência.


Em seguida, vem o "TOC" mesmo: Transtorno Obsessivo Compulsivo. E por lunares. Sim, aquelas bolinhas tão características dos anos 50 e usadas com muita propriedade e glamour pelas pin ups! A leveza sutil do erotismo realçada pela combinação fatal de dois ingredientes: ingenuidade e sensualidade. Dos anos 40, quem nunca ouviu "Polka Dots and Moonbeams", gravada por Sinatra? 


Nós – mulheres pertencentes ao universo flamenco – somos perseguidas por uma autêntica (e docemente justificável) compulsão pelos artigos de bola. Tem vestido, blusa, saia, camiseta... baby doll, sutiã, calcinha... As lingeries mais charmosas? As da série "lycra de bolinha com borda de rendinha". Até a peça mais blasè consegue adquirir um ar encantador quando pontuada pelo poá (do francês pois, adaptado para a língua portuguesa).
Necessaire, agenda, espelhinho, porta-absorvente e chaveirinho. Um mimo! Para os cabelos? Laços, fitas, flores, grampos, presilhas, gominhas... Quer enfeitar a casa? Xícara de café, pires, açucareiro e colherzinha... Tapete, almofada, abajour, toalha, roupa de cama... Tudo de bolinha! Com pouco dinheiro e alguma criatividade, pode-se ter acesso à uma infinidade de artigos...



Para realçar a beleza dos homens, nada como uma discreta e provocativa gravata de bolas. C’est vraiment très chic! Isso sem falar dos maravilhosos lenços de bolso e écharpes, outros dois clássicos toques da elegância masculina. Para os mais descolados, camisetas e underwears. Claro, de bolinha.


E para quem foi acometido pelo surto mas nunca parou para perguntar-se de onde vieram as tais bolinhas, fica a dica: sua origem é um grande mistério.

Historiadores espanhóis reclamam para si a paternidade. As bolas teriam surgido no início do século XIX, nos acampamentos dos gitanos andaluces. Tecidos de lunares usados para a confecção dos uniformes de trabalho, teriam como propósito homenagear a misteriosa afinidade entre eles (gitanos) e a lua.
Há quem acredite que as versáteis bolotas foram incorporadas da polca, dança alegre e descompromissada, que surgiu na região da Boêmia. Seus movimentos circulares e alegres, somados à descontração e prosperidade característicos da história americana do período pós segunda-guerra, teriam inspirado as famosas polka dots (bolinhas). E estas teriam se espalhado daí para o mundo...

Muito mais fascinante que sua origem? O fato de serem singularmente eternas.


DANIELA AVELAR é aluna do Tirititrán, amante das artes, de história, das línguas e colaboradora.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Cursos com Talita Sánchez em Julho


RECICLAGEM E APRIMORAMENTO TÉCNICO
Para professores e bailarinos
(nivel: avançado e inter 2)

Exercícios mais elaborados de técnica de corpo e pés. É parte deste programa a montagem de falseta (por seguiriya) e escobilla (por alegrias).

Este curso acontecerá nos dias:
28/07 (sábado) de 9h30 às 11h.
29/07 (domingo) de 9h30 às 11h.

Investimento:

R$120,00 (pode ser parcelado em até 3x com última parcela vencendo em 20/07).
OU
R$100,00 (à vista até 20/06).

---------------------------------

SIN FRONTERAS - BULERÍAS DE JEREZ
Para alunos que tenham familiaridade com compasso composto.
(nivel: inter 1 e 2)

Invista no seu repertório de chamadas, marcajes, recortes e remates. Entenda a linguagem e saiba como sobreviver a um "fin de fiesta".

Este curso acontecerá nos dias:
28/07 (sábado) de 11h30 às 13h.
29/07 (domingo) de 11h30 às 13h.

Investimento:

R$120,00 (pode ser parcelado em até 3x com última parcela vencendo em 20/07).
OU
R$100,00 (à vista até 20/06).

---------------------------------

TIENTOSPara alunos já iniciados no flamenco.
(nivel: iniciante 1 e 2)

Majestoso, sóbrio e dramático, o baile por tientos é apropriado para o desenvolvimento da expressão corporal. Apresenta elementos técnicos elaborados e ricos. O conteúdo das letras e a lentidão do compás pede movimentos longos, figuras contorcidas, desenhos precisos e intenções que parecem não se concretizar. Os sapateados, por sua vez, são fortes, ligeiros e precisos, o que torna o baile contrastante.

Este curso acontecerá nos dias:

28/07 (sábado) de 16h às 17h15.
29/07 (domingo) de 16h às 17h15.
30/07 (segunda) de 19h às 20h15.
31/07 (terça) de 19h às 20h14.

Investimento:

R$160,00 (pode ser parcelado em até 3x com última parcela vencendo em 20/07).
OU
R$145,00 (à vista até 20/06).

---------------------------------

SEGUIRIYA
Para alunos que tenham familiaridade com compasso composto.
(nivel: inter 1 e 2)

Sóbrio e severo é o baile por Seguiriya que, dentre os estilos jondos do flamenco, é o que melhor reflete a dor e o sofrimento em suas letras e em sua melodia.

28/07 (sábado) de 14h30 às 15h45.
29/07 (domingo) de 14h30 às 15h45.
30/07 (segunda) de20h30 às 21h45.
31/07 (terça) de 20h30 às 21h45.

Investimento:

R$160,00 (pode ser parcelado em até 3x com última parcela vencendo em 20/07).
OU
R$145,00 (à vista até 20/06).

Desvendando o Flamenco de uma vez por todas!


"DESVENDE O FLAMENCO DE UMA VEZ POR TODAS" é uma oficina mensal facilitada por Davi Caldeira (guitarrista flamenco e percussionista). Nesta oficina, que acontece sempre na última sexta do mês, às 19h30, no TIRITITRÁN, os alunos podem entender as sensações dos diversos estilos flamencos através da prática do ritmo num processo dinâmico e divertido. 


As aulas buscam desenvolver autonomia no baile e compreensão de todos os elementos de acompanhamento dentro do flamenco (palmas, cante, guitarra, taconeos e todas formas ritmicas de expressão). 


QUEM É DAVI CALDEIRA?

Davi caldeira iniciou seus estudos de flamenco com o conceituado Guitarrista Fernando delarua. Participou de diversos workshops com grandes artistas pelo instituto cervantes SP. Em Belo Horizonte durante um ano aprofundou-se como palmeiro estudando com grandes maestros do compa de Sevilla a Morón. Desde então, acompanha renomados bailaores como Pol Vaquero, La Talegona, El Carpeta, Miguel Alonso e Rosa Jimenez, dentre outros. Atualmente, além de trabalhar com direção musical de espetaculos e atuar como guitarrista e percussionista, ministra cursos de flamenco pelo Brasil abordando linguagem, estrutura de baile, concepção ritmica e todos os elementos que definem esta arte.